10 Mitos sobre os Currículos

Na hora de elaborar o currículo, vários aspectos são considerados: “Devo mencionar aquele emprego que não tem nada a ver com a área à qual me candidato?”, “Devo colocar mais capacidades e habilitações do que as que tenho na realidade?”, “Devo ter um CV curto ou extenso?”. Conseguir um posto de trabalho está em causa e “pecar por menos pode ser tão grave, como pecar por mais”. Para tornar este processo menos complicado, trazemos hoje uma lista de 10 mitos publicada pela Mashable, na qual 10 representantes de várias empresas internacionais desmistificam certas ideias generalizadas sobre como um currículo deve ser.CV-MITOS

Mito #1: A média das notas é dos aspectos mais importantes.

A Verdade: “Eu nem sequer considero isso quando entrevisto potenciais empregados. Eu sei que uma boa nota pode significar que teve aulas relativamente fáceis. Também estou ciente de que alguém pode ser excelente nas disciplinas principais e não ser tão brilhante nas restantes – o que pode arruinar a média. Estou mais interessado no trabalho como uma vitrine das capacidades.” – Shelli Dallacqua, presidente da Shelten Media

 

Mito #2: Currículos devem ser de uma página.

A Verdade: “Os currículos podem ter duas páginas, a menos que esteja a esticar a informação. Uma página apenas não é suficiente, a menos que tenha acabado de sair da escola ou da faculdade.” – Jill MacFadyen, Coach de Carreira

 

Mito #3: Conquistas devem ser destacadas numa secção separada.

A Verdade: “Ao separar as realizações da experiência, os recrutadores estão mais propensos a ignorar esta secção. Em vez disso, indique as conquistas dentro de cada experiência.” – David Hardtke, Cientista-Chefe de Dados em Bright.com

 

Mito #4: Os currículos devem ter todo o seu histórico de trabalho.

A Verdade: “Se você tem vindo a trabalhar há 30 anos e os primeiros anos eram de outras áreas, certamente pode seleccionar e retirar até algumas experiências de trabalho. A mesma coisa serve para os estágios. Depois de 10 a 15 anos de experiência, a menos que sejam exemplos impressionantes do que você é capaz, não é necessário mencionar todos os estágios ou trabalhos.” – Tiffani Murray, Coach de Ccarreira em Personality on a Page

writing_as_professional

Mito #5: O seu currículo deve ser geral para aumentar as suas chances de conseguir um emprego.

A Verdade: “Currículos altamente personalizados e segmentados são os únicos que são bem sucedidos na obtenção de entrevistas que podem levar a ofertas de emprego. Em vez de usar um currículo geral, os candidatos a emprego devem ter tempo para fazer uma extensa pesquisa para entender o que é necessário colocar no seu currículo, tendo em conta o seu alvo de trabalho. Esta informação pode ser usada como uma directriz para a confecção de currículos e outros materiais de marketing.” – Abby Locke, Arquitecta de Carreira Executiva na Premier Writing Solutions

 

Mito #6: Currículos de papel são o suficiente.

A Verdade: “O LinkedIn está a mudar a forma de contratação. Daqui a alguns anos, os empregadores não poderão contratar sem verificarem o perfil do LinkedIn de um dado candidato.” – Tom Armour, Co-fundador da High Return Selection

 

Mito #7: Não inclua informações das suas redes sociais.

A Verdade: “Porque a maioria dos recrutadores estão agora a visitar as redes sociais de acesso público, é uma boa prática incluí-los nas suas informações de contacto no currículo. Especificamente, deve incluir um link para o seu perfil do LinkedIn. Apenas certifique-se de manter a sua página consistente e profissional. As informações sobre o seu perfil do LinkedIn deve corresponder ao seu currículo – não se esqueça de verificar que as datas de emprego e outros factos importantes são consistentes.” – Eric Semon, DireCtor de Sucesso do Cliente na Hiring Thing

 

Mito #8: Mentiras brancas são OK.

A Verdade: “A honestidade é a melhor e única política. Um currículo é uma história factual da sua experiência de trabalho. Não embeleze ou exagere nas suas realizações ou responsabilidades. Os empregadores valorizam a integridade. Demonstre que é honesto e franco em todas as suas iteracções, começando com o seu currículo. Muitas empresas vão usar empresas externas para realizar verificações com os empregadores anteriores e escolas.” – Lynne Sarikas, Director do MBA Career Center da Universidade de Northeastern

como-elaborar-um-bom-curriculo-ingles

Mito #9: Um bom currículo vai conseguir-lhe um emprego.

A Verdade: “Um bom currículo vai conseguir uma entrevista. Uma vez que você está na frente do recrutador, terá que vender-se ainda melhor do que o currículo. O currículo é apenas um passo no processo de procura de emprego.” – Melanie Denny, Presidente da Résumé Evolution

 

Mito #10: Não se preocupe com as pequenas coisas no seu currículo. São esperados alguns erros gramaticais ou erros de digitação.

A Verdade: “Tenha atenção às pequenas coisas, porque isso demonstra que presta atenção aos detalhes, e que é sério e profissional. Caso contrário, você vai parecer descuidado e a maioria dos empregadores não querem contratar pessoas descuidadas.” – Tracy McCarthy, Director de Recursos Humanos na SilkRoad

 

3 thoughts on “10 Mitos sobre os Currículos

  1. Para os devidos efeitos informo que me dedico ao tabalho sanzonal de apanha de fruta (Maçã. pera, azeitona, vndima entre outros) poda e limpeza de arvores, terrenos baldios, agrarios, plantação, rega e apanha de produtos horticulas (Tomate, cenoura, pepino, pmentos entre outros) em céu aberto e estufas

  2. Pai do Joaquim Manuel Ferreira Rebelo 18 Setembro, 2014 at 9:07 - Reply

    Serve o presente para comunicar que o meu filho é um “mentiroso de marca”…e que nunca fez a “ponta de um corno”. Façam o favor de não o contratarem.

    Pai do Manuel Rebelo
    (assinatura ilegível)

  3. Pingback: FAL - Formação, Avaliação & Liderança

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *