Guia detalhado: Trabalhar e viver na Noruega

Noruega_empregoConsiderado o país com maior qualidade de vida pela ONU, a Noruega é cada vez mais um destino procurado por aqueles que procuram boas condições de vida e salários atractivos. Localizada na parte ocidental da Península Escandinava, a Noruega é um dos poucos países que mantém um sistema social que prevê a saúde universal, um ensino superior altamente subsidiado bem como um regime geral de providência social. Detém, como foi inicialmente referido, o Índice de Desenvolvimento Humano mais alto do mundo e foi considerada pela ONU, em 2009, como o “melhor país do mundo para se viver”. As recomendações parecem ser boas, mas não ficam por aqui. Pelo quinto ano consecutivo, o país foi considerado como o “mais democrático do mundo”, segundo o Índice de Democracia 2014 publicado pela The Economist Intelligence Unit,  já no corrente ano de 2015. Entusiasmado? Venha saber mais.

Está a pensar em ir para a Noruega e começar uma nova fase na sua carreira? Informe-se com este nosso guia “Trabalhar e viver na Noruega” e vá mais preparado.

Politicamente baseada numa monarquia constitucional, a Noruega não pertence à União  Europeia mas mantém ligações próximas com os principais países ocidentais. Partilha fronteiras com a Suécia e, no seu topo norte, com a Finlândia e a Rússia e detém uma extensa linha costeira que abrange o Atlântico Norte e o Mar de de Barents. O Rei, uma figura meramente representativa, é o Senhor Haroldo V e a chefia do governo está actualmente a cargo da Senhora Erna Solberg. Com uma população a rondar os 5 milhões de habitantes, conta com o 4º PIB per capita mais elevado do mundo, sinal do estado de desenvolvimento do país.

Sobre a Noruega

População – 5 milhões

Capital – Oslo

Moeda – Coroa Norueguesa

Membro da UE – Não

Lingua oficial – Norueguês

Fronteiras – Suécia, Finlândia e Rússia

Vistos

neue_passportA Noruega não pertence à União Europeia mas integra o Acordo Schengen, pelo que qualquer cidadão português pode livremente visitar e trabalhar na Noruega, desde que por um período inferior a 90 dias. Não é necessário passaporte para entrar no espaço norueguês, pelo que o Cartão de Identificação é suficiente. Para permanecer além dos 90 dias, terá que encontrar um trabalho, pelo que depois poderá pedir um visto de residência ou trabalho aos serviços de emigração. O visto é gratuito e permite várias facilidades.

Todo o cidadão residente na Noruega tem direito a:

– Mudar livremente de emprego e ter mais do que uma entidade empregadora simultaneamente;

– Trazer a família para a Noruega (os membros da família também têm que se registar);

– Após cinco anos na Noruega, o cidadão pode pedir um visto de residência permanente.

 E se, de repente, ficar desempregado?

1) se trabalhou durante pelo menos um ano na Noruega e não foi despedido por justa-causa, pode continuar a procurar emprego por um período indefinido.

2) se trabalhou durante menos de um ano e não foi despedido por justa-causa, pode viver na Noruega durante mais seis meses, período pelo qual tem que encontrar novo emprego.

3) se estiver incapacitado de trabalhar devido a doença ou acidente, pode continuar a viver na Noruega por tempo indefinido.

 

Emprego

snohetta-norways-new-banknotes-09Não será propriamente pelo gélido clima continental que a Noruega se traduz como um dos países mais atraentes do mundo para quem procura uma oportunidade noutro país, mas sim pelas suas oportunidades de emprego que prospectivam uma alta qualidade de vida. As perspectivas salariais são elevadas, com as remunerações médias a rondarem os 4 mil euros brutos, chegando aos 8 mil para profissões qualificadas como Engenheiros, com cerca de 35% deste valor a ficar, no entanto, retido na fiscalidade. Em caso de doença, tem direito a baixa médica durante um ano, recebendo o salário por inteiro. A licença de maternidade dura um ano, onde é pago 80% do salário. Já no caso da paternidade, dura três meses e o salário é pago por inteiro.

Num país onde a taxa de desemprego pouco ultrapassa os 3 pontos percentuais, o recrutamento de Engenheiros é um dos principais atractivos desta nação escandinava, seguido de profissionais ligados ao Marketing e à Economia. A legislação norueguesa apenas prevê um máximo semanal de 37.5 horas de trabalho, sendo qualquer minuto extra obrigatoriamente pago aos trabalhadores. Por ano, o trabalhador tem direito a 25 dias de férias (ou 30, se tiver mais de 60 anos de idade).

Entusiasmado? Basta pegar no seu CV em inglês e começar a procurar. Onde? Deixamos uma lista de sites que o podem ajudar:

  1. www.nav.no (site da site da Administração do Trabalho e Previdência Social Norueguês)
  2. www.workinginnorway.no
  3. www.legejobber.no 
  4. www.monster.no
  5. www.karrierestart.no
  6. www.jobb24.no
  7. www.tu.no/karriere
  8. www.stillinger.no

 

Impostos

noruega_impostosComo nas restantes nações escandinavas, a Noruega é um dos poucos países mundiais que mantém um sistema social baseado na providência. Quer isto dizer que  o estado Norueguês garante que todos, sem excepção, tenham acesso gratuito à saúde, educação, bem como a outras regalias sociais consideradas básicas. No entanto, estes serviços inteiramente gratuitos são pagos pelo labor dos cidadãos que, todos os anos, descontam parte do seu salário que a sociedade se auto-regule. Assim sendo, a carga tributária é elevada e pode atingir os 36% do salário bruto de um trabalhador.

Seguindo os valores da equidade social, quanto maior for o seu salário, maior será a listagem de descontos retidos na fonte. Ao trabalhador, apenas chega o montante líquido do salário, sendo toda a carga tributária paga directamente pela entidade patronal ao estado.

Os impostos são elevados e podem atingir 36% da sua massa salarial mas o estado garante serviços relacionados com educação, bem como um sistema público de saúde completamente gratuitos.

 

Habitação

noruega_habitacaoSe está a pensar ir para a Noruega sem ter garantido já um emprego garantido prepara-se, dado que o elevado custo de vida pode ser um entrave inicial bastante degradável. De facto, o custo de vida do país é altíssimo quando comparado com a realidade portuguesa, algo que se reflecte na habitação. Dificilmente encontra um T1 por menos de 1000 euros mensais, sendo ainda exigido dois a três meses pagos ao princípio. Por um quarto, dificilmente se encontra por menos de 500/600€ mensais.

Tendo em conta os elevados salários, estes preços são considerados “normais” para quem já trabalha na Noruega. Para quem vai sem garantias, estes preços exigem uma reflexão prévia.

Pode estudar o mercado de habitação a partir dos seguintes links:

  1. www.finn.no 
  2. www.hybel.no
  3. www.utleiemegleren.no

Quando encontrar casa, prepara-se para pagar dois a três meses de adiantamento. A Noruega é um destino atractivo mas precisará de algum conforto financeiro para se aventurar no país.

Educação

univO sistema educativo norueguês é gratuito e obrigatório para todos os jovens com idade compreendida entre os 6 e os 16 anos. O sistema divide-se em três partes:  Ensino Primário (Barneskole, obrigatório dos 6 aos 13 anos), o ensino secundário inferior (Ungdomsskole, obrigatório dos 13 aos 16 anos), e o ensino secundário (Videregående Skole, dos 16 aos 19 anos).

Ensino Primário (Barneskole)

Onde tudo começa. As crianças são introduzidas ao sistema educativo e passam o primeiro ano a desenvolver-se com jogos educativos, estruturas sociais, aprendem o alfabeto, algumas habilidades matemática básicas e são introduzidos à língua inglesa. Nos anos seguintes, enfrentam um ensino multifacetado, onde a matemática, o norueguês, o inglês, a ciência, a estética, o desporto e a religião (todas as religiões são abordadas por igual) são uma realidade, complementadas no último ano do ensino primário pela geografia, história e outros conhecimentos sociais. Durante o ensino primário, os alunos não enfrentam qualquer tipo de avaliação quantitativa, apenas são sujeitos a comentários por parte dos professores que analisam o desenvolvimento do estudante.

Ensino Secundário Inferior (Ungdomsskole)

Será o nível que corresponde ao 2º e 3º ciclos em Portugal. Nesta fase, os alunos noruegueses enfrentam, pela primeira vez, avaliações quantitativas que vão definir o seu percurso mais tarde. Para além das disciplinas habituais no plano de estudos dos países ocidentais, há ainda uma aposta muito grande nas línguas, sendo disponibilizado o alemão, francês e o espanhol, bem como níveis técnicos de inglês.

Ensino secundário (Videregående Skole)

O último passo antes do ensino superior. Não é obrigatório mas é frequentado por uma esmagadora maioria dos estudantes noruegueses que o frequentam até aos 19 anos. Na Noruega, o ensino secundário público é frequentado por 93% dos estudantes, com apenas 7% a optarem pelo ensino privado.

Ensino Superior

A Noruega tem 6 Universidades, para além de institutos superiores especializados, faculdades públicas e institutos de ensino privados. O país providencia todos os programas educativos habituais, sendo necessária a conclusão do ensino secundário para poder integrar o ensino superior. Regra geral, os estudantes não pagam qualquer tipo de propinas ou mensalidades para frequentar o Ensino Superior.

 

Língua

large (15)Tal como em todos os países escandinavos, a grande maioria da população norueguesa domina o inglês. No entanto, será certamente valorizado  no mercado de trabalho local se dominar o norueguês (sueco ou dinamarquês, pela sua semelhança, também são valorizados) e sentir-se-á mais confortável no país. Até por isso, são muitas as empresas que oferecem cursos de norueguês a trabalhadores estrangeiros.

Caso parta da sua iniciativa, fique a saber que a mensalidade de um curso de norueguês pode perfeitamente atingir valores a rondar os 500 euros mensais, pelo que não será de descurar tirar um curso ainda em Portugal, caso haja essa possibilidade.

A grande maioria dos noruegueses é fluente em inglês mas o conhecimento (ainda que básico) da língua local valoriza-o no mercado de trabalho.

 

Quer saber mais? Veja esta reportagem em português do Brasil sobre o “país com maior qualidade de vida do planeta”.

42 thoughts on “Guia detalhado: Trabalhar e viver na Noruega

  1. Pingback: A Noruega tem mais de 9 mil ofertas de emprego - Emprego Pelo MundoEmprego Pelo Mundo

    • ola Galdino, existem muitas oportunidades de emprego na inglaterra, acho que ainda é o lugar mais facil de viver e trabalhar.

  2. Digo-vos já: a Noruega, para quem como eu adora o frio, a liberdade de viver a natureza (ao contrario das restrições em Portugal), montanha, cidades belas e harmoniosas, a Noruega é perfeita. Mas trabalhar e viver neste belissimo paraíso nórdico? É para esquecer. No geral é para esquecer. Há muita “propaganda” ao país, mas presentemente é praticamente impossivel arranjar emprego na Noruega. Trabalhei na Noruega temporariamente por um golpe de sorte (mesmo!) e garanto que o mercado de trabalho, á excepção de chefs de resturante, engenheiros do petróleo e pouco mais é praticamente impossível de entrar, a não ser que dominem a língua. Og jeg snakker ikke norske. Snakker du norske? pois não…nós não falamos norueguês e aprender uma língua como esta enquanto se empobrece é excepcionalmente difícil. Não adianta sonhar nem pensar muito na Noruega, a não ser que sejam PhDs, chefs, engenheiros do petróleo e pouquissimo mais. A Noruega é boa para os noruegueses e para alguns suecos porque sabem a língua (são semelhantes). De resto mais vale esquecer (se conseguirem, eu não consigo, e detesto ser portuguesa e ter de voltar a viver condenada a uma vida sem alegria, miserável e sufocante) – esquecer as imagens de fjordes e florestas, neve e auroras, caminhadas e montanhas – é um sonho perdido.

    • Ola Ana, eu estava lendo sobre sua experiencia na Noruega e gostaria de saber sobre as possibilidades de trabalhar como cleaner ou housekeeper, sou brasileiro e ingles, moro na inglaterra e falo muito bem ingles mas nao sou PHD em nada a nao ser em limpeza. Obrigado pela atencao

  3. Pessoal, ATENÇÃO: a possibilidade de emigrarem para a Noruega ACABOU – as vagas são 95% para quem fala norueguês e as que não são, como engenharias do petróleo, altos especializados académicos e cozinheiros, são muito escassas. Só aqui se poderão remotamente safar. Outras como limpezas, manutenções e afins, vão ser entregues aos REFUGIADOS, por isso esqueçam a Noruega.
    O sonho nórdico já era difícil e agora que eles têm de apoiar 16.000 refugiados de guerras criadas por conspirações, a porta dos portugueses vai fechar. A história de ir trabalhar em limpezas, industria e afins ACABOU, essas vagas, dinheiro e apoio vão ser entregues aos refugiados, para além de eles irem ter algo que vocês nunca terão: ensino da língua e habitação grátis. esqueçam a Noruega, as excelentes condições de trabalho, as paisagens lindas, a vida ao ar livre, a assistência médica, a educação de qualidade -ACABOU para os portugueses, para nós a Noruega já NÃO EXISTE!!!

  4. Qta coisa errada ai heim e olha que nem li tudo ainda. Primeiro, o rei se chama Harald, nada a ver com Haroldo. Precisa – se sim de passaporte pra entrar no País, pra vonseguir emprego tem que ter um nivel superior avancado e, falar a lingua e oassar no teste do idioma, tem que ter um contrato assinado garantindo o emprego de pelo menos 85%. No caso de desemprego nao se recebe 100% do salrio, meu marido noruegues recebe em torno de 70 mil coroas bruto, ficou desempregado por um ano e passou a receber do seguro desemprego 16 mil coroas. Ficando desempregado, pra ter fireito a receber tem que se cadastrar no sistema da NAV, orgao tipo inss aqui e provar tdo mes que esta procurando emprego senao nao cai o dinheiro na conta.
    Quanto a trazer a familia, so pode trazer o marido ou esposa e filhos menores de 18 desde que possa provar que tem renda suficiente pra mante- los.e o visto permanente mudou a lei para 7 anos. Entao, nao vao sair correndo pra noruega achando que tdo é assim tao facil. Moro aqui a 10 anos e to por dentro, sem contar que emprego aqui ta super dificil ate mesmo pros noruegueses.

    • Oi sou instrutor de vela no Brasil tenho conhecimento nautico e gostaria de trabalhar em uma marina ou clube como instrutor de vela, quais são as minhas chances, falo pouco inglês
      sou Brasileiro de Porto Alegre – RS

  5. Mais uma notícia sencionalista. Só quem não vive e trabalha na Noruega é que acredita nestas histórias… está cada vez mais difícil… Não só a crise do petróleo veio agravar o mercado como o país está cheio de refugiados, dificultando muito que os europeus encontrem trabalho. Falar norueguês é obrigatório e ter bastante capital para o início também.

    • Olá meu nome é Eduardo nery, sou Brasileiro e morei e trabalhei em 3 Países diferentes, U.S.A , ENGLAND and NEW ZEALAND até 2008 onde a crise econômica me mandou de volta para essa pocilga chamada Brasil.
      O que eu sei, é que realmente concordo com uma das pessoas que deixaram um post sobre o pessimismo e má vontade de Portugueses em ajudar alguém. Eu vivi isso quando na Inglaterra, Portugueses tinham raiva de Brasileiros que tomavam as vagas oferecidas, nas Indústrias de lá, a ponto de até denunciar para a Imigração local.
      Bem não estou generalizando até porque seres humanos muquiranas existem em toda parte do mundo, até mesmo Brasileiros desse tipo, encontrei vários nos Estados Unidos, por isso tratei de aprender e dominar o Inglês para viver longe deles.
      Meu conselho é baseado na minha experiência de ir para países que não conhecia, mas antes pesquisei bastante, e fui com a cara e a coragem. Claro que levando algumas reservas e cativando as pessoas nas entrevistas, o único País que vivi legalmente foi a Nova Zelândia, mas não pude renovar o Work Permit devido a crise financeira mundial.
      Portanto se querem ir, juntem o que tiverem e vão a luta, pois nada poderá ser pior do que viver nesse País de merda chamado Brasil, onde só tem ladrões e vermes na política.
      Metam a cara e vão, eu to apagando a luz e indo em breve!!!! Boa sorte a todos!!!

  6. jose luis mesquita dos santos 11 Fevereiro, 2016 at 3:26 - Reply

    VENHO POR ESTE MEIO CANDIDATAR A VAGA DE SEGURANÇA VISTO QUE É A AREA QUE TRABALHO MAS TAMBEM EM CONDUÇÃO DE EMPELHADORES COM DIPOLOMA POIS TENHO ESPRIENCIA POIS JA FOI EMPREGADO DE ARMAZEM

  7. o probolema e so um neste mundo onde a portugueses a so raiva e raivozos . antes de ajudar uns aos outros nao diz logo k e impossivel. mas kem esta nesses paises nao vejo a escrever k vem embora. estou no Canada e por isso k sei. muito obrigado

  8. Sou menuel Sebastião viajar na. Noruega e sonho lindo país. Maravilhoso. Estou. Desposto para ir trabalhar neste. Pais. Não importa q for ja trabalhei. Duramente pela schlumberger compony Angola

  9. RAFAEL PESSOA SABINO 13 Julho, 2016 at 9:07 - Reply

    Olá!

    Parabéns pelo site e pela página do facebook!

    Poderia me tirar uma dúvida, por gentileza?

    Eu tenho intenção de sair do Brasil. Sou jornalista, 32 anos, não falo inglês. Minha mulher é professora de inglês e tem 26 anos. Desejamos ir para a Noruega legalmente. Como poderíamos ficar legalmente no país sem ainda falar o idioma? Fazer um curso de norueguês e depois fazer faculdade? Desse modo poderíamos permanecer no país e aprendendo o idioma podemos nos inserir no mercado de trabalho, sobretudo ela que fala inglês.

    Eu sou jornalista, mas ela fez um curso superior aqui que não existe em outros lugares do mundo “secretariado jurídico”. Portanto, terá de fazer uma graduação aí na Noruega, creio eu.

    Pode dar alguma luz?

    Muito obrigado!

    Att.: Rafael

  10. Melissa de Fátima Nzoy 20 Julho, 2016 at 14:57 - Reply

    Olá eu sou a Melissa de Fátima , tenho 30 anos sou Angolana gostaria muito de viver na Noruega , eu sei que a vida e o emprego não é fácil estou desposta a trabalhar em qualquer , tudo que for emprego desde que seja digo , como eu faço

  11. Maria Cristina Costa 27 Julho, 2016 at 13:40 - Reply

    Sou massoterapeuta e estudante de psicologia e gostaria de saber se essa profissão é bem aceita na Noruega e qual seria o salário básico para tal.
    Seria fácil conseguir trabalho nesta área?

  12. Henrique Freitas 26 Agosto, 2016 at 0:02 - Reply

    Boa noite

    Minha mulher é Auxiliar de Acção Médica muito competente, desenrasca-se bem no Inglês,
    será fácil / dificil arranjar trabalho nesta area ?

  13. A informação sobre os procedimentos de permanência na Noruega (ou qualquer outro Estado signatário da Convenção de Schengen) não estão totalmente correctos. Não existe necessidade de qualquer visto de residência e não é preciso estar a trabalhar para se usufruir do direito a residir, ou mesmo a concorrer a eleições locais e ser eleito para um cargo de governação local! O que se exige (e na prática nem é fiscalizado) é um registo que amiúde até é passado sem data para renovação. Procedimentos iguais aos portugueses que queiram ir morar para uma cidade diferente, que devem informar o registo civil, as finanças e a Junta de Freguesia! É exactamente igual!

    Sobre o sistema político, outra coisa com a qual não concordo, que apesar de ser uma minudência, não está correcta. O Rei não é uma figura meramente simbólica. Possui uma acção determinante na política do país, uma vez que é ele que empossa o Governo, é sobre ele que o poder executivo é investido constitucionalmente e todas as decisões são tomadas sob o desígnio de “King in Council”. Obviamente que os caminhos políticos são na pratica decicidos pelo Parlamento mas daí a referir que é uma figura meramente simbólica, vai uma distância muito grande. Aliás, até pode demitir o Governo, como já aconteceu no passado!

  14. As vezes fico me perguntando se pessoas amarguradas com a vida como você não tem mais o que fazer!? Nada na vida é fácil e o difícil é diferente do impossível, então vai para a casa do caralho, viu? ! Estúpida!

  15. SOU BRASILEIRO CASADO E COM UMA FILHA DE 10 ANOS E TENHO INTERESSE EM MORAR NA NORUEGA COM MINHA FAMÍLIA , TENHO UM CAPITAL E GOSTARIA DE SABER COM QUANTO DE DINHEIRO PRECISO TER PARA IR MORAR LEMBRA QUE NÃO FALO O IDIOMA MAS EU E MINHA ESPOSA TEMOS BOA SAÚDE E MUITA GARRA PARA TRABALHAR

  16. Márcio Bernardes Ferreira 28 Dezembro, 2016 at 1:34 - Reply

    Olá! Sou funcionário público em Porto Alegre, RS. Infelizmente uma cidade muito violenta. Sou formado em engenharia militar, história, tenho pós graduação em Psicopedagogia e educação especial, gostaria de ir morar na Noruega com minha família, esposa, dois filhos pequenos e mãe. Tenho vários cursos na área de segurança pública onde atuo, até curso com a s.w.a.t.. Será que consigo uma boa colocação para viver decentemente lá. Tenho um patrimônio razoável para vender e começar a vida lá. Mas minha esposa é muito receosa de sair do Brasil. Se puder me dizer algo?

  17. Perplexa!!! Pensei que eu fosse a única brasileira a achar o Brasil uma pocilga. Céus!!! Quando leio um comentário de uma brasileiro defendendo Marun eu fico mais incrédula que um dia o Brasil deixará de colônia.

    Desabafo!!

  18. Pôrra meu, realmente viver no Brasil atualmente só para quem não tem vergonha ou não pode sair, como eu.
    Essas autoridades brasileiras que governam o país, e que estão envolvidas nos roubos que pipocam a todo momento, nos envergonha.
    La fora basta um pequeno indicio de irregularidade a autoridade envolvida toma a iniciativa de renunciar . Veja o caso recente da Korea do Sul.
    Gostaria de comentar mais, mas fico por aqui

  19. Meu esposo e eu estamos pensando em ir morar na Noruega com nossos quatro filhos e minha mãe pois no Brasil as coisas estão horríveis gostaria de saber qual a burocracia? Já que para quem é de Portugal é tão fácil. Gostaria de saber se para brasileiros é à mesma coisa?

    • Oi Silvia. É muito dificil para portugueses ir trabalhar para a Noruega a não ser que sejam PhD doutorados, engenheiros de certas áreas como informatica altamente especializada, etc e com ingles fluente (pelo menos). Creio que para brasileiros a burocracia é maior, porque não sao cidadäos do espaco Schengen. Quais sao as suas qualificacoes academicas? Podera haver possibilidade muito remota se falar ingles, nas limpezas mas mesmo assim, é dificil. Nao creio que seja impossivel, mas é muito dificil.

  20. Pingback: Dossiê – Reino da Noruega – Cidadão Internacional

  21. olá sou silvaneide ,gostaria de morar e trabalhar na Noruega ,tenho pesquisado sobre o país ,achei interessante, o que mais me chamou atenção ?!! A criminalidade zero e a qualidade de vida maravilhosa , será que tenho chance de trabalhar nesse país maravilhoso, porque aqui nesse país chamado Brasil de políticos corruptos. não da pra continuar.

  22. ola boa tarde sou portuguesa apenas com 25 anos casa com um filhote de 1 ano e estou gravida novamente e o que gostaria de saber como fazer para me candidatar para que eu e o meu marido possamos ir viver e trabalhar para a Noruega desde ja peço que me dêem uma resposta ou que me possam ajudar …. por maio so tenho que deixar um obrigado…

  23. Muloloke Albuquerque 25 Outubro, 2017 at 20:55 - Reply

    Olá pessoal,
    Meu nome é Albuquerque. Sou Angolano, estudante de Direito, tenciono viver entre: Canadá, Estados Unidos da América, Suíça e Noruega.
    Portanto, havendo pessoas aqui, com experiência de vivência nestes países, gostava saber de vossa parte quais serão as minhas hipoteses?

  24. Boa tarde,

    Sou Angolana, 31 anos, tenho curso de Gestão de Recursos Humanos, tenho experiência de trabalho em varias areas, trabalho numa petrolifera durante 6 anos na area de Formação e Gestão Operacional de postos de combustiveis.
    O meu ingles é “medio” no entanto gostaria de saber como estrangeira e sem nacionalidade Portuguesa, quais as possibilidades de viver na Noruega? O que é necessário? Vivi 14 anos em Portugal.

  25. Bom dia pessoal eu so o Casimiro tati mor na cidade de cabinda Angola preciso de um emprego .eu tenho muita experiência ja trabalhei 10 anos no mundo dos petróleo em cabinda n Halliburton Algoa e n sidril

  26. Joao Carlos Campos 27 Janeiro, 2018 at 16:15 - Reply

    Bom dia sou Advogado,formado em Marketing,pós Graduado em Ambiental estou querendo ir embora para Noruega trabalhar e morar, não falo inglês será que consigo trabalho lá

  27. Venho por este meio candidatar-me a um lugar no vossa empresa, por ter excelentes referências. Neste momento encontro – me em Angola. 2º Ano do Superior no Curso de Matemática.
    • Contabilidada Geral e Finanças ( APRO TIPRO SCHOOL ) Ano 2000 – Luanda
    • Informática na óptica do utilizador ( CINFORTÉCNICA ) Ano 2001 – Luanda
    • Ms – Dos do sistemo Operativo dos Computadores ( VITÉCNICA ) Ano 2001 – Luanda
    • Curso de Pedagogia inicial de Formadores ( MAPESS ) Ano 2004 – Luanda
    • Carta de Condução: Ligeiras Pesadas e Profissional – Ano 2012 – Moxico
    • Licença para Condução de Velocípede – Ano de 2013 – Luanda

    IDIOMAS

    • Português: Falado e escrito
    • Inglês: Razoável

    OUTROS

    • Censo de responsabilidade
    • Facilidade de comunicar – se com o público
    • Boa capacidade de absorção de novos conhecimentos
    • Experiência em liderar trabalhos em grupo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *